Utilização de cookies.

O nosso website utilize cookies para que possa adicionar produtos ao carrinho, marcar a visita de um técnico e permite-nos recolher informação anónima que nos ajuda a melhorar o desempenho do nosso site. Ignore esta mensagem se pretende continuar. Clique nos links à direita se desejar ver mais informação sobre os cookies utilizados por nós e como gerir as definições.

 

Copo de vinho tinto em primeiro plano visto de cima

Gaggenau Sommelier Awards 2018

Homem vestido de forma elegante a apreciar o aroma de um copo de vinho tinto

Pequim, um destino de vinhos

O exponencial progresso da vinicultura na China foi enfatizado pela seleção de Pequim como local de realização do evento Gaggenau Sommelier Awards 2018.
A produção de vinho na China é feita há milénios e o país é atualmente um dos cinco principais mercados e, mais reveladoramente, Honk Kong ultrapassou há muito Nova Iorque e Londres como o maior mercado para bons vinhos. Gaggenau e a China dão-lhe as boas-vindas ao passado, presente e futuro da vinicultura.

“Temos o prazer de organizar este prestigioso evento e 3.ª edição do Gaggenau Sommelier Awards, este ano, em Pequim. A cada competição, temos vindo a estabelecer-nos como uma marca reconhecida por muito mais que as capacidades dos seus aparelhos de cozinha de luxo, mas também como uma marca que se dedica a dar forma, desenvolver e contribuir para o futuro da cultura e design culinários.”

Sven Schnee, diretor da marca global, Gaggenau

O caminho até Pequim

Após uma série de eliminatórias nacionais, seis escanções finalistas participarão na final em Pequim. Concorrente de França, da região da grande China, África do Sul, Suécia, Suíça e do Reino Unido irão juntar-se à Gaggenau, em Pequim, e disputar a oportunidade de ser nomeado vencedor do evento internacional Gaggenau Sommelier Awards 2018.

Estes seis candidatos finais executarão uma série de tarefas e testes previamente acordados pelo nosso ilustre painel de jurados: Annemarie Foidl, presidente da Austrian Sommelier Association e jurada do "Best Sommelier in the World" para a Association de la Sommellerie Internationale (ASI); Sarah Abbott, Master of Wine, consultora de vinhos reconhecida internacionalmente, jurada, escritora e oradora; Yang Lu, o primeiro e único Master Sommelier chinês, diretor empresarial do Grupo Wine for Shangri-La e fundador do Grapea & Co Institute; e, por fim, mas não menos importante, Sven Schnee, diretor da marca global Gaggenau.

Kai Wen Lu, em Xangai, que venceu o concurso da região da Grande China

Kai Wen Lu, em Xangai, que venceu o concurso da região da Grande China

Mikael Grou, vencedor da eliminatória de França

Mikael Grou, vencedor da eliminatória de França

Emma Ziemann, da Suécia, a primeira vencedora nacional

Emma Ziemann, da Suécia, a primeira vencedora nacional

O campeão suíço, Davide Dellago

O campeão suíço, Davide Dellago

Zareh Mesrobyan, vencedor da competição em Londres

Zareh Mesrobyan, vencedor da competição em Londres

Joakim Blackadder, vitorioso na Cidade do Cabo

Joakim Blackadder, vitorioso na Cidade do Cabo

Um espaço para mudança

A competição termina com um jantar de gala no Red Brick Art Museum, em Pequim. Neste famoso marco arquitetónico, os convidados apreciarão um menu de seis pratos criado pelo prestigiado chef André Chiang, premiado com estrelas Michelin.

O Red Brick Art Museum é um local que exemplifica subtilmente a transição monumental. As formas e materiais tradicionais são manipulados dinamicamente e reinterpretados numa estética futurista e, no entanto, envolvente. Criado pelo arquiteto Dong Yugen, o museu é, por si só, amplamente reconhecido na China.

Vista externa do Red Brick Art Museum de Pequim